Iata divulga novos protocolos para retomada da aviação global

SIMARJ - IATA

Iata divulga novos protocolos para retomada da aviação global

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) divulgou detalhes de sua proposta de abordagem temporária à biossegurança para o reinício de voos de passageiros em meio à crise de covid-19. As orientações seguem as medidas já adotadas pelas companhias aéreas ou sugeridas por outras entidades, como a redução de contato físico, limitações de bagagens de mão, mudanças nos serviços de bordo, uso de máscaras e limpeza frequente.

 

“Não existe uma única medida que reduza o risco e permita um reinício totalmente seguro. Porém, protocolos implementados globalmente e reconhecidos pelos governos podem ajudar a alcançar o resultado desejado. Temos pouco tempo para chegarmos a um acordo sobre os padrões iniciais de retomada. Se não dermos esses primeiros passos de maneira harmonizada, passaremos muitos anos recuperando um terreno que não deveria ter sido perdido”, afirmou o CEO da Iata, Alexandre de Juniac.

 

Antes do voo, a associação prevê a necessidade de os governos coletarem dados dos passageiros, incluindo informações de saúde. Nos aeroportos, as medidas incluem acesso restrito aos funcionários e viajantes (exceto para os acompanhantes de passageiros com deficiência ou menores de idade); controle de temperatura; distanciamento físico em todos os espaços; uso de máscaras faciais por passageiros e funcionários; opção de autoatendimento para check-in e despacho de bagagens; limpeza de superfícies de alto contato; maior eficiência no embarque e limitações de bagagens de mão.

Durante o voo, a Iata recomenda o uso de máscaras faciais por passageiros e pela tripulação; serviço de bordo simplificado; e limpeza aprimorada das aeronaves. Já no desembarque, os protocolos englobam controle de temperatura por profissionais treinados; orientação clara para passageiros sobre o que fazer na chegada; procedimentos automatizados para controle alfandegário; e retirada de bagagens mais acelerada para reduzir a aglomeração.

 

A Iata reiterou sua oposição ao distanciamento social a bordo de aeronaves, já que o contágio pode ser evitado pela combinação do controle de temperatura, declarações de saúde e o uso de máscaras faciais. Os novos protocolos devem ser revisados regularmente e substituídos quando forem identificadas opções mais eficientes.

 

Fonte: Panrotas