Embraer: férias coletivas para transferir controle para Boeing

Embraer: férias coletivas para transferir controle para Boeing

A Embraer informou nesta quinta-feira(10/10) que dará férias coletivas, entre 6 e 20 de janeiro de 2020, aos seus 16 mil trabalhadores de todas as fábricas e escritórios da companhia no Brasil, sendo 12 no total. Em comunicado, a empresa justifica medida omo uma ação de reestruturação interna da fabricante, atingindo a área comercial, cuja criação de uma joint-venture com a Boeing é negociada há quase dois anos, que terá estrutura separada das demais áreas da empresa.

 

O destaque da mudança é o remanejamento de 2,5 mil empregados da unidade Faria Lima, a maior da empresa em São José dos Campos, para um prédio reestruturado da companhia em Eugênio de Melo, distrito da cidade. Segundo a empresa, o local onde trabalham 1,5 empregados hoje vai passar a ter 4 mil. As unidades que terão a produção parada por 14 dias por causa das férias coletivas são cinco no Vale do Paraíba, em Sorocaba, Gavião Peixoto, Botucatu, Campinas, Belo Horizonte e Florianópolis.

 

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, a Embraer as férias representam a preparação para a transferência do controle de sua divisão de aviação comercial para a norte-americana Boeing. A decisão, além de parar as atividades da empresa no estado de São Paulo, também vai afetar unidades em Belo Horizonte, informou a entidade.

 

“A Embraer anunciou que vai dar férias coletivas para todos trabalhadores que atuam nas unidades instaladas no Brasil para realizar a transição do comando da empresa para os norte-americanos da Boeing”, afirmou o sindicato. A entidade acrescentou que a decisão da empresa “causa apreensão entre os trabalhadores, preocupados com as medidas que a nova direção da companhia eventualmente possa tomar”.

 

 

Fonte: Monitor Mercantil