Com nova tecnologia, aviões dão marcha-à-ré sozinhos e com motor desligado

Com nova tecnologia, aviões dão marcha-à-ré sozinhos e com motor desligado

Em meio à crise da pandemia, as companhias aéreas cortam custos em todos os lados para sobreviverem, enquanto novidades surgem de todos os lados. Uma empresa promete ajudar com uma redução de até $7 milhões de dólares por ano e por avião simplificando um processo simples: o de empurrar o avião.

A criação é da empresa WheelTug que, como o próprio nome em inglês diz, significa “Roda Rebocadora”. É exatamente isso que o seu projeto faz ao empurrar o avião de maneira autônoma, sem a necessidade daqueles carrinhos e caminhões de pushback.

 

A empresa americana desenvolveu um motor elétrico, que é acoplado à roda dianteira da aeronave no trem de pouso de nariz. Este motor tem potência para controlar e empurrar uma avião com peso de até 84 toneladas, diz uma matéria da Forbes. Com isso, será possível instalar o dispositivo na maioria dos principais jatos que fazem voos de até duas ou três horas como o Boeing 737-800 ou o Airbus A320, que dominam o mercado global de aviões comerciais.

 

Fonte: AeroIn