Brasil tem atos para marcar o 1º de Maio, Dia do Trabalho

Brasil tem atos para marcar o 1º de Maio, Dia do Trabalho

Cidades brasileiras tiveram atos pelo 1º de Maio nesta quarta-feira, Dia do Trabalho. Milhares foram às ruas para protestar ou para acompanhar as comemorações com programação de shows.

As manifestações no Brasil seguiram pacíficas até às 13h. Em alguns dos atos, os organizadores fizeram críticas à proposta do governo de reforma da Previdência, em discussão na Câmara.

Também houve atos de trabalhadores em várias partes do mundo. Em cidades como Paris, na França, e Turim, na Itália, houve confronto entre manifestantes e policiais.

Em São Paulo, pela primeira vez a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Força Sindical se uniram em uma única comemoração. A festa começou às 10h no Vale do Anhangabaú, Centro da capital, e segue até a noite. Segundo as centrais sindicais, são esperadas 50 mil pessoas ao longo do dia.

A justificativa das entidades organizadoras para fazer um único ato é o “momento do Brasil e as dificuldade das centrais sindicais”, conforme relatou Paulinho da Força, da Força Sindical.

Em Pernambuco, representantes de sete centrais sindicais, de partidos políticos e trabalhadores de diversos setores se reuniram na área central do Recife nesta manhã para protestar contra a reforma da Previdência.

Em Alagoas, trabalhadores e integrantes de movimentos sociais e sindicais saíram em caminhada pela orla de Maceió durante a manhã. Os manifestantes carregavam cartazes com críticas ao desemprego no país. Segundo os organizadores, 5 mil pessoas foram ao ato.

 

Ceará

Integrantes de centrais sindicais e movimentos sociais se reuniram nesta quarta-feira (1º), em um ato na rodovia BR-230, no município de Várzea Alegre, na Região do Cariri do Ceará.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal do Ceará (PRF-CE), o ato começou por volta das 7h20 e o trecho do Km-83 ficou bloqueado, o que gerou congestionamento de veículos. Cerca de 150 pessoas participaram do ato. O grupo exibiu faixas e cartazes em alusão ao Dia do Trabalhador. Pneus também foram queimados na via.

 

Paraná

Em Cascavel, no norte do Paraná, a festa do trabalhador foi comemorada com 17 toneladas de carne num evento que é considerado o maior churrasco do Brasil. A expectativa é de que 20 mil pessoas vão à comemoração.

 

Ao todo, serão assados durante seis horas, no fogo de chão, mais de 500 costelões. Mais de mil voluntários participam da organização do evento, que é tradição na cidade há 24 anos.

 

Piauí

Centrais sindicais, grupos estudantis e representantes dos principais sindicatos de trabalhadores do estado do Piauí fizeram protesto na Praça da Integração, no bairro Parque Piauí, Zona Sul de Teresina, neste Dia do Trabalhador (1º).

 

Na manifestação, o grupo seguiu pelas ruas do entorno da praça, com um carro de som, chamando a atenção da população. As ruas ficaram interditadas por alguns minutos durante o percurso, que aconteceu entre 9h e 10h. O protesto encerrou ao meio-dia.

 

Fonte: G1