Aeroportos têm 48h para implementar medidas sanitárias restritivas, informa Anvisa

Aeroportos têm 48h para implementar medidas sanitárias restritivas, informa Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou, nesta quarta-feira, 24 de março, que todos os aeroportos do país adotem, em um prazo de 48 horas, medidas sanitárias restritivas que sejam equivalentes às determinadas pelos governos estaduais e municipais. A comunicação foi enviada via ofício para as administradoras e operadoras aeroportuárias.

A solicitação baseia-se na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 2, de janeiro de 2003, que estabelece que é responsabilidade de todos os envolvidos em atividades na área aeroportuária promover as ações de proteção à saúde pública.

Serviços considerados essenciais, como alimentação, farmácias e drogarias, e serviços de transporte (táxis, aplicativos de transporte de passageiros e de locação de veículos) devem continuar funcionando.

Entretanto, tendo em vista a maior exposição das pessoas no momento da alimentação, a Anvisa reforçou, junto às operadoras, a necessidade de que os locais definidos para alimentação observem, com rigor:

 

Fonte: Aero In